SERMÃO DA SEXTA FEIRA SANTA PE.REITOR VLADIMIR PDF Imprimir E-mail
Escrito por Padre Vladimir   
Sex, 06 de Abril de 2012 23:46


SERMÃO DA SEXTA FEIRA SANTA 06 DE ABRIL DE 06/04/2 012

 

Glorifica o Senhor, Jerusalém! Ó Sião, canta louvores ao teu Deus! (Sl148). Deste modo o salmista convida a cidade de Jerusalém a cantar as maravilhas do Senhor. A rezar todo o bem que Deus fez em seu favor. Mas como cantar em meio a dor? Como ultrapassar a tristeza? Como ser forte diante da morte?


Nossos olhos não conseguem vislumbrar nada quando somos tocados pela noite escura da alma... e quantas vezes somos tocados! Brigas na família, desemprego, doença, perda do amor, drogas, decepções com os filhos, com os amigos...


Esta noite nos ensina.


Carregando a imagem de Nosso Senhor Morto pelas ruas, nossa igreja nos ensina. Meditando e contemplando o mistério da Morte de Jesus, nós aprendemos.

A morte (e com ela, tudo o que rodeia: dor,separação, tristeza, angústia, trevas, medo...) faz parte da vida. Não se pode sempre evitar! Um dia, uma vez, ela virá. Gostemos, ou não. Creiamos, ou não. Aceitemos, ou não. Ela é uma realidade.


Jesus enfrentou a morte.


Seria uma tragédia para os fiéis se, ao enfrentar a morte, Jesus tivesse sucumbido  a ela. Nós não estaríamos aqui. A vida de fé não teria sentido. Aliás, muitos desistiram, fugiram, negaram...justamente aí, na  hora da morte.

É a hora mais difícil da vida! É a hora final!

“As nações todas são um nada diante dele, o Senhor Onipotente, a seus olhos elas são quais se não fossem!” ( Is40,17)


Ó jovens! Não tenham medo de sofrer, nem temam as frustrações. Nem sempre é ruim perder, aliás muitas vezes aprendemos mais com as perdas ( com a dor) do que com a vitória. Portanto não desistam quando algo ruim lhes acontecer. Somem-se às dores de Jesus.


Ó moças e rapazes!  Não acreditem que exista alguém com vida perfeita. Ah! Aquele lá tem tudo: dinheiro, fama, beleza, juventude, trabalho... tudo! Isto não existe. Temos acompanhado muitos fins trágicos de artistas e famosos... vocês devem saber: a vida representa limites! È preciso dar um sentido belo, pleno à vida limitada. Você pode não ser bonito, rico, famoso ...mas você pode ser bom. E no final  é isto que conta! O amor!


Ó crianças!  Aprendem desde agora a oferecer seus brinquedos, seus chocolates, suas coisas aos que não tem. Não pense que a vida é só ganhar. Jesus nos ensina, com sua morte a doar.


Ó casais! Como seria bom que vocês compreendessem o que significa o sacrifício conjugal. Quantas brigas seriam evitadas se cada um fosse menos turrão. Quem ganha quando você ganha a briga? Você? E quem perde? A família. Às vezes, perder é ganhar. Não sejam  tão teimosos, tão auto suficientes...a prendem com Jesus: “é dando que se recebe, e perdoando que se é perdoado...” Assim, ganham todos!


Ó doentes! É difícil aceitar as limitações que a doença nos impõe. O medo nos fragiliza mais ainda. Nos momentos mais difíceis, lancem um grito a Deus, o senhor Altíssimo. Ele escuta. Ele nos auxilia. Olhem paras Jesus... una suas dores às de Cristo. Ele é nosso auxílio e proteção.


Ó adultos! Quantas coisas temos para aprender com a morte de Jesus. De que adianta acumular tanto? No fim restará somente o amor. De que adianta trabalhar demais? Ocupar seu tempo com as coisas que passam? Esteja atento às coisas do alto. Guarde coisas que o tempo não corrompe e a traça não corrói.


Ó idosos! Jesus morreu jovem, não conheceu a velhice! È duro ficar velho. O tempo tira as forças, os anos pesam, as doenças chegam impreterivelmente. Muitas vezes não dá mais ir onde se quer. Tempo de dependência. Dependência dos outros: dos filhos, dos ajudantes, de estranhos. È preciso olhar para Jesus carregando a cruz, ainda jovem ensinou-nos a não nos apegarmos a nossas forças, nossas capacidades... Só Ele pode nos fazer compreender o que significa desprender-se para envelhecer...


Ó descrente! Você pode fazer o caminho que quiser...talvez acreditando que estará desbravando o “seu caminho”. Somente o tempo mostrará que, se você procurar ser bom verdadeiramente, trilhará, necessariamente o caminho do Cristo. Porque quem é capaz de ser melhor do que aquele que dá a vida pelos amigos? Abra o seu coração para crer Nele, apesar de tantas desventuras dos fiéis. “O Senhor é teu guarda, o teu vigia, é uma sombra protetora à tua direita” (Sl 120,3)


Ó você que está aqui nesta noite! O que trouxe?  A  fé? A tradição? Um amigo? A curiosidade? O costume? Ó meu irmão, minha irmã! 


Esta noite é grande não porque Deus morreu, mas porque se formos capazes de com ele atravessar a morte, a noite escura, o sofrimento... se crermos Nele, veremos amanhecer o DIA FELIZ DA RESSURREIÇÃO.


Esta noite não é triste,  ela é profunda, radical, porque nos põe em contato com a verdade da vida, da nossa vida frágil. Quem pode dominar a própria vida? Ela não nos escapa? Você não sente que ela é maior do que você pode controlá-la? Você pode evitar a perda de um ente querido?  De um amor? De alguém que você ama morrer? Ir embora?


Esta noite é feliz, se através da escuridão formos capazes de enxergar e proclamar um solene “não” à morte, ao pecado, a tudo o que desfigura a vida.


Esta noite é grande para todos os que crêem  em Deus, porque apesar da morte, Ele nos fez para viver.


Portanto, voltem para suas casas com a esperança nas mãos. Encham seus olhos de amor, de bondade. Faça um propósito de crer mais na vida. Decida-se a estar mais próximo de Deus e dos irmãos.

Peçamos a Virgem Maria, mãe das Dores que nos ensine a enxergar as delicadezas de Deus em nossas vidas.


Salve Rainha, Mãe da misericórdia, vida doçura, esperança nossa, Salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva. A vós suspiramos, gemendo e chorando nesse vale de lágrimas. Eia pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós  volvei, e depois deste desterro mostrai-nos Jesus! Bendito é o fruto do Vosso ventre! Ó clemente, ó piedosa, ó doce e sempre Virgem Maria! Rogai por nós Santa Mãe de Deus! Para que sejamos dignos das promessas de cristo. Amém!

Última atualização em Dom, 06 de Maio de 2012 20:39